Últimas notícias

Três equipes da polícia e a cavalaria são usadas para prender palhaço que criticava governo do Paraná

Um palhaço foi preso na última sexta-feira na cidade de Cascavel, no Paraná. O motivo da prisão foi o palhaço ter criticado a atuação da polícia da cidade.

Reprodução

Reprodução

Quando os policiais ouviram o palhaço reclamar do governador Beto Richa (PSDB) e da própria corporação, decidiram prendê-lo por desacato. Para conseguir, foram preciso três equipes policiais e militares da cavalaria.

Após interromperem a apresentação do artista, durante um festival infantil de teatro, os policiais do batalhão de choque tentaram o colocar dentro da viatura. Enfrentando resistência, chamaram reforços.

Durante todo o ato, o palhaço era apoiado pela população da cidade, que pedia sua imediata liberação. “Eles só protegem burguês que mora no Centro e, o Beto Richa. São seguranças particulares pagos pelo povo”, foi o que disse exatamente o palhaço.

Segundo o tenente da PM, Roberto Tavares, “são críticas infundadas. O que aconteceu foi que outras equipes que estavam próximas vieram quando foi feito o pedido de reforço”.

Depois do fato, ele foi levado ao fórum para que fosse registrado um boletim de ocorrência. Depois, procurou a delegacia para fazer um exame de corpo de delito.